Anna Laura Wolff lista nove motivos para você conhecer o Panamá

 
 

A nossa viajante profissional, anna laura wolff, desembarcou este mês no panamá. Confira dicas
imperdíveis para curtir um destino paradisíaco
e ainda pouco explorado pelo brasileiros. para
incluir já na lista de lugares must go!

 
 

 
anna-laura-wolff-panama
 

Você só pensou nas compras durante a conexão na Cidade do Panamá? Pois saiba que o país guarda um Caribe autêntico, pouco transformado e cheio de praias virgens sem 'resortões' all-inclusive à vista. É uma chance de se sentir numa espécie de paraíso perdido. Enquanto San Blas tem cenários dignos da Polinésia Francesa, mas sem os hotéis luxuosos, Bocas del Toro é um vilarejo roots e alegre, cheio de passeios relaxantes que envolvem ficar na areia branquinha fazendo nada e contemplando estrelas do mar na água azul do Caribe. Se você for da vibe dos esportes, dê um pulo ainda em Nitro City, o centro esportivo. E o melhor: a viagem, em geral, sai bem econômica.

 

 

 
O Panamá guarda um Caribe autêntico, pouco transformado e cheio de praias virgens sem ‘resortões’ all-inclusive à vista. É uma chance de se sentir numa espécie de paraíso perdido.

Veja em 9 motivos por que o Panamá precisa ser sua próxima escolha de viagem:

1. São apenas 6h de voo pra chegar lá desde o Brasil, em tarifas acessíveis, na faixa dos R$ 3 mil, com a Copa Airlines. A empresa aérea ainda oferece um serviço gratuito de stopover.


2. O país é dono do principal hub de voos do Caribe, ou seja, sempre é oportunidade para alongar uma conexão por lá, tanto na ida como na volta da viagem pra outros destinos.


3. Fazer compras na Cidade do Panamá pode sim sair bem barato, além do local reunir um centro histórico lindinho e fotogênico, Casco Viejo, e, ao mesmo tempo, arranha-céus surpreendentes de primeiro mundo.

 

 

4. San Blas tem 365 ilhas e ilhotas preservadas, onde reinam 50 tons de azul, que vão figurar entre os destinos mais paradisíacos que você vai conhecer na vida. É SÉRIO. Ainda é uma chance para interagir com a população local e conhecer a cultura dos kunas, os índios que gerem o arquipélago.


5. Em Bocas del Toro, dá pra ficar em bangalôs de madeira sobre palafitas com todo o azul do Mar do Caribe em volta, pagando US$ 299 a diária no Azul Paradise, por exemplo. E visitar paraísos como o par de ilhas de Cayo Zapatillas.

 
 

 
 

 

 

6. Nitro City é uma cidade de esportes que parece ter saído do canal OFF, esbanjando good vibes e uma galera jovem, descolada e que come açaí entre os intervalos em que pratica wake, surf e rally.


7. Você vai conhecer destinos autênticos e ainda pouco explorados pelos brasileiros, tornando a sua viagem praticamente exclusiva entre o seu círculo de pessoas. E várias delas vão copiar o seu roteiro depois.


8. Você vai conhecer culturas pobres de dinheiro e ricas de paz. E vai se questionar sobre o que realmente significa qualidade de vida para você.


9. Todas essas experiências vão abrir a sua mente e te tornar um viajante menos preconceituoso, mais flexível e com mais sabedoria. E, consequentemente, uma pessoa mais legal e interessante!

 
 

 

favoritos do mês by anna laura wolff