Três dias em Lisboa e as melhores praias para conhecer na região do Algarve

 
 

Portugal é um dos destinos mais desejados dos últimos tempos e não é à toa! Para o post desse mês, a nossa viajante profissional, Anna Laura Wolff, compartilha com a gente um roteiro de três dias em lisboa e as praias da região do algarve que valem a visita. Confira:  

 
 

 
AMAROLIVE_25.04.2018_ANNA-LAURA-WOLFF_abre.jpg

Lisboa em três dias

 

DIA 1

Tudo começa na Baixa, mais especificamente na Praça do Comércio, o epicentro do turismo na cidade, enfeitado pelos típicos bondes amarelos passando de um lado para o outro. Admire a fachada colorida do fantástico Arco da Rua Augusta e suba esta rua conhecendo pontos como o Elevador de Santa Justa, a Confeitaria Nacional, que também serve almoço, e a Praça do Rossio. A tarde, pegue o bonde 15 em direção à Belém. Veja a bonita estrutura em formato de onda do MATT contrastando com a Ponte 25 de Abril. Se curtir carros, dê uma passada no Museu dos Coches. Visite o belíssimo Monastério dos Jerônimos, e prove os tradicionais pasteizinhos de Belém. No caminho para a Torre de Belém, você vai ver o Monumento dos Descobrimentos, uma homenagem às Grandes Navegações (repare no formato de caravela). Ali, já na Torre, o céu ganha tonalidades excepcionais em dias abertos. O jantar pode ser no Rio Maravilha, no incrível LX Factory, que lembra uma antiga fábrica industrial que hoje é espaço de lojinhas, escritórios e restaurantes descolados.

 

 
O Chiado é, talvez, o bairro mais gostoso de Lisboa. Ligado à Baixa pelo Elevador de Santa Justa, revela ladeiras que parecem desafiadoras, mas que, quando se anda por elas parando nas marcas de grife que gostamos, docerias, ouvindo música a céu aberto, visitando praças, igrejas, floriculturas e livrarias encantadoras, a caminhada passa rapidinho.

dia 2

Se a pedida são as compras, este dia pode começar na tradicional Avenida da Liberdade, a Quinta Avenida lisboeta, com sua passarela arborizada e lojas e restaurantes sofisticados. Outra ideia também é conhecer a Galeria El Corte Inglés, uma espécie de Galerias Lafayette daqui. No último andar, restaurantes se dividem em uma praça de alimentação chique. O Cevicheria faz sucesso. Ao cair da tarde, perca-se entre as ruelinhas de Alfama, o bairro mais gracioso, das casinhas coloridas com fachadas de azulejo com roupas penduradas em varais do lado de fora. Entre as lojas de souvenirs e a visita ao Castelo de São Jorge, o mirante dos mirantes de Lisboa, reserve um tempinho pra visitar o Pois Café, a Igreja da Sé e o Largo Portas do Sol, ao lado do também fotogênico Miradouro Santa Luzia. No fim da noite, a região concentra os fados mais famosos: o Parreirinha de Alfama é a pedida.

 

 

dia 3

O Chiado é, talvez, o bairro mais gostoso de Lisboa. Ligado à Baixa pelo Elevador de Santa Justa, revela ladeiras que parecem desafiadoras, mas que, quando se anda por elas parando nas marcas de grife que gostamos, docerias, ouvindo música a céu aberto, visitando praças, igrejas, floriculturas e livrarias encantadoras, a caminhada passa rapidinho. Para o almoço, a Taberna da Rua das Flores, ao lado da Praça Camões, não decepciona: o lugar pequenino tem pratos típicos baratos e deliciosos que caíram na graça há algum tempo e hoje acumulam imensas filas do lado de fora. Ali, não deixe de dar uma passada nas ruínas do Convento do Carmo, resquícios de uma igreja e convento do século 14 que foram destruídas no terremoto de 1755. Uma das regiões mais cool de Lisboa, fica entre o Bairro Alto e o Príncipe Real. Lojas, restaurantes e bares descolados abrem ali a todo instante entre seus edifícios históricos restaurados. Para tomar um café, vale a parada no The Mill, outro endereço que graças a seus pratos pintados com detalhes em azul, ganharam fama no Instagram. É nessa mesma rua, mais pra cima, que fica o Ascensor da Bica, um dos pontos mais fotografados de Lisboa. Seu entorno, aliás, é ótimo para se hospedar: com hotéis-boutique novinhos como o Memmo Príncipe Real, que abriu há pouco mais de um ano, revelando lindas vistas de Lisboa em seu disputado terraço pra ver o pôr do sol, com um restaurante igualmente bom.

 

DESCUBRA O ALGARVE EM cinco PARADAS

 
 

LAGOS

É a cidade mais graciosa do Algarve com seu centrinho histórico preservado tomado por casinhas com fachada branca e azul. Uma boa opção de hospedagem dentro das muralhas é o Casa Mãe, que segue essa linha praiana com artefatos muito cool. É lá também que estão algumas das praias mais interessantes, que podem ser percorridas por uma trilha por cima das falésias, passando pela Praia da Batata, Praia do Pinhão, Praia da Dona Ana, Praia do Camilo e a Ponta da Piedade.

 
 
 

PRAIA DOS TRÊS IRMÃOS

Uma baía abrigada entre rochedos, situada na ponta leste do extenso areal do Alvor. Tem mirantes de onde se pode admirar sem pressa suas falésias, pedras incrustradas na areia e no mar e o azul do oceano. Esse cenário forma espaços mágicos onde você só chega passando por minicavernas e prainhas quase que particulares escondidas entre as formações.

 
 
 

PRAIA DA MARINHA

Entre as top 10 praias mais belas da Europa, é, sem dúvidas, o cartão-postal do Algarve, a mais bonita de Portugal. Sua natureza singular tem falésias erodidas de tons cálidos, gerando uma variedade de formações rochosas como arcos e grutas contrastando com o mar clarinho. Dos sonhos! Para conseguir a melhor foto, faça a trilha à esquerda da praia.

 

 

ALBUFEIRA

Você provavelmente não vai querer se hospedar aqui, uma vez que é a cidade que recebe excursões turísticas de bate-volta em peso no verão. Mas, ainda assim, é bonita de conhecer: tem casinhas no topo das falésias lembrando um pouco a união da arquitetura e paisagem grega. Além disso, há uma boa oferta turística com dezenas de sorveterias, restaurantes e hotéis.

 
 
 
 

MONCARAPACHO

O vilarejo mal chega a ser uma cidade, mas é conhecido por abrigar o fantástico Vila Monte Farm House, um hotel fazenda chiquetoso, onde predominam a arquitetura e decoração típicas do sul de Portugal, com muito azul e branco entre as plantações de laranja, revelando um Algarve mais rural, exclusivo e autêntico. Há passeios para as praias próximas de Faro e piqueniques embaixo das sombras das árvores no verde da fazenda. O estabelecimento é ainda conhecido como um dos melhores a sediar casamentos no país.

 
 

Favoritos do mês by Anna Laura Wolff