Sete dicas para viajar sozinha pela Bolívia

 

Não tem nada melhor do que desbravar o mundo e conhecer novos lugares – principalmente se essas viagens nos tornam pessoas mais independentes e nos tiram da nossa zona de conforto. Já pensou em viajar sozinha? A jornalista Betina Neves, do Carpe Mundi, costuma rodar o mundo na companhia da sua câmera fotográfica. Ela está passando alguns dias na Bolívia e dividiu com a AMARO sete dicas para ter as melhores experiências no nosso país vizinho viajando all by yourself. Confira só:

 

Pelas ruas de Sucre, a cidade maia lindinha da Bolívia 🇧🇴 look @amarofashion #mundoAMARO

Uma publicação compartilhada por BETINA NEVES (@betina.neves) em

 

Fique em hostels animados

A Bolívia é um destino supercomum para europeus e tem várias mulheres viajando sozinha. O melhor jeito para conhecer gente e quem sabe fazer umas amigas para te acompanhar na estrada é ficando em hostels - leia bem as resenhas do Hostelworld, o maior site de reservas para hostels do mundo, para encontrar aqueles que têm bares e organizam festinhas.

Capriche no espanhol

Se tem uma coisa bacana de viajar na América Latina é poder se comunicar com as pessoas. E falando um espanhol razoável você já consegue pechinchar os preços e evitar golpes que podem acontecer contra os gringos.

Faça alguns tours

Em muitos locais na Bolívia, como no famoso Salar do Uyuni, você precisará contratar empresas ou guias. Esses programas também são um bom modo de conhecer outros viajantes. 

Escolha empresas de confiança para organizar seus tours

Procure indicações em guias com o Lonely Planet para não entrar em roubadas (tipo transporte e guias ruins) e escolher empresas que tenham responsabilidade social com a população local (lembre-se que a Bolívia é um país muito pobre).

 

No topo da montanha Chacaltaya, a 5400 de altitude, um passeio bacana pra fazer em La Paz. Apenas amando a Bolívia

Uma publicação compartilhada por BETINA NEVES (@betina.neves) em

 

Tome os cuidados de segurança básicos

Não sair à noite sozinha em lugares vazios, prestar atenção nos seus pertences nos transportes públicos, não dar bobeira com o celular: aqueles cuidados que a gente já toma no Brasil também valem na hora de conhecer outro país.

Cuidado com táxis em Santa Cruz e La Paz

Há muitos relatos de golpes e roubos em táxis nessas cidades. Procure pedi-los pelo telefone (peça em hotéis e restaurantes) ou tente um Uber, que estreou recentemente no país.

Compre um chip pré-pago local

É bom ter internet à mão para um eventual perrengue. Operadoras como a Tigo e a Viva tem chips baratíssimos.