Consultora de moda Bia Paes de Barros dá nove dicas que vão mudar sua vida

 

Que atire a primeira pedra quem nunca desanimou antes de sair de casa porque não se sentiu bem com o próprio corpo. Você experimenta todos os looks possíveis que tem no guarda-roupa e, ainda sim, não fica 100% satisfeita com o resultado. Nós te entendemos completamente e, por isso, fomos atrás de ajuda profissional para resolver esse dilema. O assunto aqui está longe das academias e dietas descontroladas, fique tranquila: nós vamos driblar esses incômodos com truques de styling certeiros. 

Convidamos a consultora de moda Bia Paes de Barros para tirar nove dúvidas e neuras mais frequentes que atrapalham o nosso dia a dia - de quebra, ela também dá dicas valiosas para ressaltar aquilo que temos de mais lindo. Preparada? 

 
 
 

[1] "Tenho quadris largos e isso é, definitivamente, um problema para mim. Como faço para disfarçá-los?"

Peças mais larguinhas tanto na parte de baixo como na parte de cima disfarçam quadris largos como ninguém. Muitas vezes a diferença de proporção da cintura, muito fina, faz o quadril parecer maior.

[2]"Como faço para ressaltar ou disfarçar o busto?"

Se você quer ressaltar, a dica é fechar o decote para criar o volume. Já para disfarçar, a estratégia é a oposta: deixe o colo aparecer - aqui, o decote canoa é a melhor opção.

 

[3] Listras horizontais engordam e listras verticais emagrecem?

 Não necessariamente. O que engorda ou emagrece é a espessura das listras e o contraste de cores entre elas. Quanto mais grossa e mais claro o fundo for, maior a sensação. Atente-se!

 

[4] amo um vestido decotado, mas não o uso pois tenho muito busto. O que fazer?"

Pessoas com muito busto precisam de um certo decote. Isso mesmo! Ao contrário do que você pensa, a profundidade do decote é o vilão aqui. Aposte em blusas com decote arredondado (e não muito fundo) para o efeito que deseja.

 

[5] Como fazer o melhor proveito desse ‘efeito óptico’ que as estampas podem produzir?

 Estampas grandes, com fundo claro e desenhos espaçados sempre aumentam a região em destaque. Já os desenhos mais gráficos, menores e com fundo escuro diminuem. 

 

[6] Durante o inverno, o famoso "efeito cebola' é inevitável. São camadas e mais camadas de roupas para se aquecer. qual a melhor estratégia para acertar na escolha das peças?

 A sensação de desconforto de muita roupa no inverno vem da escolha errada do tipo de tecido que se usa por baixo do casaco. Um trico de tramas largas não funciona bem com nenhum casaco por cima. Nesses casos é legal escolher algo mais fino e tirar proveito da tecnologia dos tecidos - porque não necessariamente a falta de peso faz de uma ou outra peça menos quentinha para o frio. 

 
 

 

 

[7] Quais são os melhores truques para parecer mais esguia sem ter que necessariamente recorrer ao salto alto?

  Cinturas altas trazem a sensação de pernas mais longas, assim como produções monocromáticas, sapatos baixos de bico fino e casacos com cintura mais ajustada.

 

[8] Quero afinar minha cintura. como faço?

Modelos transpassados ou qualquer peça que dê a sensação de tecido puxado na diagonal dá a impressão de afinar as formas. As blusas tipo peplum também são ótimas, pois sua modelagem já vem com uma cintura pronta. Preste atenção na construção da roupa inclusive fora do corpo. Quanto às estampas, as gráficas e pequenas são as melhores.

 

[9] Você acha que a escolha da cartela de cores é importante para conseguirmos um resultado efetivo (seja ele parecer mais alta, com mais ou menos busto, dar uma disfarçada nos quadris, etc)? Escolher a cor certa tem esse poder na produção?

Sim! As cores certas realmente podem fazer a diferença. E vale sempre pensar que tons claros ampliam e tons escuros diminuem. Assim como na decoração, o que as cores fazem com nosso corpo tem o mesmo efeito - ou seja, uma casa mais iluminada e maior terá paredes claras e um ambiente aconchegante, escuras.